Rota Romantica do meno aos Alpes
Alt-Text
Romantic Road online booking

Arte, cultura e culinária

Os três grandes “K” estão inseparavelmente interligados na mais antiga e querida das estradas alemãs de férias: “Kunst, Kultur und Kulinarik” (arte, cultura e culinária) são sinónimos da Rota Romântica, uma jóvem de 60 anos.

Esta rota de culto para viagens tranquilas, fora do stress das autoestradas, liga, com os seus 460 quilómetros, o Meno no norte com os Alpes, no sul – e a cozinha regional, vinho da Francónia e cerveja bávara. Amigos de comidas fortes “de tipo caseiro” e amantes da cozinha gourmet desfrutam da mesma maneira.

A Rota Romântica é uma rota de prazeres para os viajantes, cujo amor passa pelo estômago: apreciadores de boa comida da Francónia, de Baden, de Vurtemberga, da Suávia, da Baviera e de Allgäu, extraordinárias experiências culturais, eventos artísticos fantásticos e festas e semanas de festas de culinária local apelam para descobertas espantosas como uma “sinfonia para os sentidos” durante 356 dias por ano. Frequentemente, também se nota um “flair” italiano, quando se apreciam os tetos pintados por Tiepolo na Residência de Wurtzburgo, ou se viaja de Füssen à beira dos Alpes até Donauwörth pela estrada romana Via Claudia Augusta, cujo traçado decorre paralelamente à Rota Romântica.

Confortáveis instalações de agroturismo, hospedarias rústicas, elegantes restaurantes, modernos hotéis lifestyle e nobres templos gourmet apresentam cozinha clássica e especialidades maravilhosas, fazendo esquecer algo ao olhar para algo perdido na ementa e nas mesas: na Baixa Francónia, os “Meefischli” são um petisco: pequenos peixes, estaladiços do Meno, que se comem, tal como as sardinhas assadas nos países do Mediterrâneo, com peloe, cabeça e espinhas. No vale do Tauber encontra-se espelta seca – uma forma seca do grão de espelta – em diferentes pratos que vão de antes da sopa até à sobremesa. Assados de carne de vaca, porco, borrego ou caça são preparados em diversas variantes regionais – em pratos tais como “Kärrnersbraten” e “Rosbife de cebola”, gulasch, costeletas, escalopes panados, rolos de carne e para “Schäufele”: uma especialidade da Francónia assim como também as saborosas salsichas grelhadas “Bratwürste” que são servidas marinadas (em vinagre) “saure Zipfel”, grelhadas ou em gelatina.

Nos viveiros de peixe da Francónia nadam deliciosas carpas, das quais se fazem filetes estaladiços sem que as suas temerosas espinhas venham para a mesa – para isso, é preparado aqui o “Emmer” (espelta), um cereal antigo que vem sendo novamente cultivado e do qual até se faz cerveja. Quanto mais a Rota Romântica se aproxima dos Alpes, tanto mais frequentemente são servidas à mesa as saborosas trutas do ribeiro e salvelinos. Os conhecedores prestam atenção ao logótipo com a inscrição “Regionalbuffet” e decorado com uma borboleta, o qual garante produtos frescos dos arredores.

Na Suávia bávara à volta de Augsburgo e em Lechfeld, os pratos de massas tais como “Krautkrapfen” (rolinhos com chucrute e bacon) e, sobretudo, os “Maultaschen” (ravioli) recheados com “Brät” e espinafres – um poema. Nas sumptuosas cidades onde abundam os estilos barroco e rococó de Pfaffenwinkel e Königswinkel com os seus lendários castelos – ambas regiões enobrecidas e património da humanidade da Rota Romântica – nas ementas predominam, para além da carne de animais de pastoreio e caça, produtos lácteos, pratos com farinha e queijo: “Käsnockerln”, “Käsknödel” e “Kässpätzle” (pratos de farinha, almôndegas de pão e massas com queijo), “Quarknudeln” (massa com requeijão), “Zwetschgenknödel” (albôndegas de pão com ameixas).

A variedade culinária é acompanhada por uma rica oferta em vinhos. Vinhos da Francónia do Meno ao Tauber nas típicas garrafas francónias, mas também os que crescem nas cepas de Hohenlohe desfrutam de extraordinária fama, da mesma maneira que a forte cerveja. Nos restaurantes das Câmaras Municipais e nos castelos, nas cooperativas vinícolas, nas galerias de vinhos e fábricas de cerveja de origem burguesa e principesca, pode beber-se em alegre companhia…