Rota Romântica chega à Corea

Em 20 de julho de 2009, em Gangneung, no mar a leste do país, foi inaugurada a “Rota Romântica da Corea do Sul” pelo governador Kim Gin-Sun, na província de Gangwon. A cerimônia de abertura contou com a presença de mais de 1 mil convidados, entre eles a do diretor comercial da Rota Romântica na Alemanha, Jürgen Wünschenmeyer, do diretor da Rota Romântica no Japão, Kousi Abe, bem como de alguns representantes da Fundação Hanns Seidel.


O projeto representa uma associação publicitária entre seis cidades e municípios, bem como a província de Gangwon, viabilizada graças a uma proposta do professor de geografia econômica, Dr. Peter Jurczek, da Universidade de Tecnologia de Chemnitz, que trabalhou por cinco anos na Fundação Hanns-Seidel na Corea cuidando do ordenamento do território fronteiriço entre a Corea do Sul e do Norte.
A Estrada Romântica na Corea do Sul passa por 240 quilômetros da fronteira inter-coreana na dividida Goseong e se extende até o extremo sul da província de Gangwon Samcheok. Com um investimento total cerca de 45 milhões de euros, o percurso turístico combina a beleza da Coreia do Mar do Leste (Mar do Japão) com as montanhas até a costa. Os visitantes podem encontrar desde formações rochosas bizarras, que se projetam para o mar, até belas praias (ideais para natação), montanhas e campos de arroz. Esta rota é um convite para aqueles que gostam de relaxar. Vilarejos de pescadores são uma pausa na agitação das grandes cidades asiáticas, com Seul.
A cooperação foi viabilizada com viagens de estudo para Alemanha com representantes da Fundação Hanns Seidel e governadores da província de Gangwon, Kim Jin-Sun e, representantes de municípios envolvidos. Bem como em razão de um projeto do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento de Gangwon, parceiro da Fundação Hanns Seidel. A Rota Romântica da Alemanha é, de fato, madrinha deste projeto na Corea. O seu diretor comercial, Jürgen Wünschenmeyer, deu suporte durante a fase de preparação ao setor turístico coreano.